quinta-feira, 26 de julho de 2018

Aiquara: Acusados de vender requeijão falso acabam presos e clientes são ressarcidos na delegacia

Quatro homens foram presos por uma guarnição da Polícia Militar, na tarde dessa quinta-feira (26), no município de Aiquara, após denúncias de clientes que afirmam terem sidos lesados na compra de barras de requeijão. Os suspeitos tinham deixado a cidade em um carro modelo fiesta, com placa de Salvador, após a clientela desconfiar da originalidade do produto e tentar receber o dinheiro de volta. O quarteto foi alcançado pela PM na BA-647, sentido o povoado de Palmerinha.
O veículo com o requeijão apareceu na cidade por volta das 10h dessa quinta-feira. A barra do produto era vendida por 8, 10 e 12 reais. "Quando a gente comprou [o requeijão] eles diziam pra só consumir à tarde, pois ainda estava quente", disse um dos clientes que se sentiu lesado. "Quando cheguei em casa e fui abrir pra experimentar um pedaço, percebi que não era requeijão. Parece puré de batata com maizena", contou outro cliente. Ao tomarem conhecimento que o grupo tinha sido detido pela PM, a clientela se dirigiu até a delegacia local para registrar a queixa e pedir ressarcimento.
Ao GIRO, o delegado Nilo de Siqueira informou que mais de 20 pessoas estiveram na delegacia registrando queixa contra os vendedores. Os homens afirmaram à polícia que são moradores do distrito de Humildes, município de Feira de Santana. Todos os clientes que compareceram ao Complexo Policial com o produto supostamente falso, receberam o dinheiro de volta. O delegado informou que o material será encaminhado para análise pericial e caso seja comprovado que se trata de um produto falso, os vendedores responderão por adulteração de gênero alimentício. Após serem ouvidos, os suspeitos devem ser liberados. (Giro Ipiaú)

11 comentários:

  1. vixe é uma bufa fedida .

    ResponderExcluir
  2. fala sério ate requeijão falsificado

    ResponderExcluir
  3. Comprei um assim na porta da caixa económica aq em itabuna...

    ResponderExcluir
  4. Um exemplo dos ladrões fuleiros que roubam um povo miserável, como se não bastassem os políticos-bandidos nos saqueando todos os dias e o dia todo. Como almejar um futuro decente para este povo covarde e estta república de ladrões?

    ResponderExcluir
  5. Com certeza esse requeijão vem lá da feira fui. Tudo ali é de primeira qualidade.

    ResponderExcluir
  6. Aprendeu na net, tem a receita de queijo falso sim, entrou de gaiato no navio, entrou pelo cano,kkkkk

    ResponderExcluir
  7. Um grupo desse foi preso em Ilheus e o tal requeijão era de fubá de milho e eles era de Feira de Santana tambem. No dia seguinte a prisão as barras do trem teriam igual carnica kkk

    ResponderExcluir
  8. O povo como sempre tem culpa.É o hábito em querer levar vantagem em tudo.Precisam conhecer os velhos ditados:"Laranja madura na beira da estrada ou tá bichada ou tem maribundo no pé"ou "Quando a esmola é demais até o santo desconfia".

    ResponderExcluir
  9. kkkkkkkkkkkk. Existe picareta de todos os tipos!!!...kkkkkkkkkk. Era pro pessoal pegar essas desgraças, levar pra um lugar reservado, tirar o dinheiro deles e fazê-los comer todos os "falsos queijos" até dar caganeira!!!!.kkkkkkk. Cambada de fí de uma quenga!!!.

    ResponderExcluir
  10. Só podia ser de Itabuna e Ilhéus para comprar requeijão falsificado kkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir