sexta-feira, 8 de junho de 2018

Em 3 dias, homem agride ex-namorada é preso, justiça manda soltar e ele mata vítima a facadas

Uma moradora do Distrito Federal de 23 anos foi assassinada a facadas, nesta quarta-feira (6), por um ex-namorado que se dizia “inconformado com o término”. Três dias antes, ele já tinha sido detido por agressão e tentativa de homicídio contra ela. Tauane Morais era operadora de caixa e morava em Samambaia Norte. 

Segundo a Polícia Civil, o suspeito se chama Vinícius Rodrigues de Sousa, e tem 24 anos. Após o crime, ele tentou se matar, foi socorrido e internado. Tauane morreu na hora. No último domingo, Vinicius foi detido em flagrante após agredir Tauane com socos e tentar enforcá-la. A agressão foi presenciada pelos filhos do casal – um menino de 2 e uma menina de 4 anos. À Polícia, naquele dia, Tauane contou que o ex-namorado chegou a pegar um punhal e rasgar as cortinas da casa, quebrar móveis, a geladeira e a televisão da família. 

Mesmo com o flagrante, no dia seguinte, o homem foi liberado em uma audiência de custódia. O juiz Aragonê Nunes Fernandes, que analisou o caso, entendeu que a medida protetiva concedida pela Justiça à Tauane era “suficiente” para manter o agressor longe da vítima e “preservar a integridade física” dela. Após o assassinato e a tentativa de suicídio, o homem foi socorrido no local pelo Corpo de Bombeiros e levado ao Hospital Regional de Taguatinga (HRT). O estado de saúde dele não foi informado.

13 comentários:

  1. E a miséria desse juiz diz o que ? Agora esse satanás, deveria morrer também!!! essa medida protetiva sós erve pra deixar esse assassinos enfurecidos.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns juiz (estou sendo irônico), se não tivesse liberado esse cara na "audiência de custódia" (que queime no inferno o cara que criou essa desgraça de audiência), a jovem estaria ainda viva.

    ResponderExcluir
  3. a desgraca da justica que temos no brasil isso ai por isso tanti feminicidio nesse diabo desse brasil pais de lixo.uma merda de pais

    ResponderExcluir
  4. Queria ver a cara desse safado agora. E se fosse a filha dele será que o verme seria solto? Desgraca

    ResponderExcluir
  5. As leis desse país são todas atrapalhadas,depois que desenvolveram uma série de medidas para proteção a mulher a situação piorou,os caras agora estão matando mesmo.

    ResponderExcluir
  6. Desse jeito vai faltar mulher no mercado brasileiro.

    ResponderExcluir
  7. por isso continuo deixando a mesma pergunta em meus comentários aqui e em outros blogs : quem são os verdadeiros bandidos , criminosos da pior espécie; os que julgam ou os que estão sendo julgados ?????????????????????????????????????????????????????????????????

    ResponderExcluir
  8. Juiz vagabundo. Queria ver se fosse com a filha dele, se ele ia solta-lo. Corno! A familif tem q entrar com processo contra ele é o Estado.

    ResponderExcluir
  9. Qual a vantagem de fazer a ocorrência? Pra que essa “Maria da Penha” serve?
    Realmente, os marginais são os únicos que saem em vantagem, nessa justiça imunda. Lamentável!

    ResponderExcluir
  10. Parabéns juiz Aragonê, o senhor deveria ser exonerado do cargo. E deveriam acabar com essa tal audiência de custódia.

    ResponderExcluir
  11. Os juízes estão muito caridosos e compreensivos com os criminosos. Com eles não acontece nada, mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. vç do comentário das 16.50 vç está desinformado,pois, acontece sim : trocam de carro todos os anos e vivem em manções num padrão de vida muito maior que seus salários permitem. então "eles" fazem a negociata com seus comparsas advogados para ficar com sua ,propina.

      Excluir
  12. Cadeia no juiz, "Maria da penha" é igual a "democracia", existe mas ninguém nunca viu.

    ResponderExcluir