sexta-feira, 3 de agosto de 2018

Jovem é condenado a 16 anos de prisão por matar adolescente grávida em Conquista

O Tribunal do Júri em Vitória da Conquista, no sudoeste baiano, condenou Carlos Henrique Silva Almeida, nesta quinta-feira (2), a 16 anos e oito meses de prisão pelo homicídio de Maricélia Santos Oliveira, de 13 anos de idade, com um tiro na testa. O réu, que já está preso há mais de um ano, cumprirá o restante da pena em regime inicial fechado. De acordo com o Ministério Público Estadual, autor da denúncia, o crime foi qualificado por motivo torpe, pois foi cometido em razão da vítima estar grávida, e decorreu de violência doméstica, pois ela era namorada do réu quando foi morta por ele.

A decisão do juiz Reno Viana Soares acata a denúncia do promotor de Justiça José Junseira Almeida de Oliveira. Na acusação, o promotor sustentou que no dia 9 de fevereiro de 2017, por volta das 13h30, Carlos, que tinha 19 anos, foi armado para a casa da namorada Maricélia, de 13 anos, e começaram a discutir por conta da gravidez, que ele não aceitava. Durante a discussão, “com a clara intenção de matar", Carlos deu um tiro na testa da vítima, que não resistiu. O condenado ainda pode recorrer da decisão.

5 comentários:

  1. o zé droguinha foi preso + ta vivo´´´e ela ta morta''' da alguns anos zé droguinha ta souto´´´e ela? continua morta

    ResponderExcluir
  2. não fica 6 anos presos com duas mortes nas costa, o filho e a jovem, e olhe lá se ele não tiver dinheiro e encher os bolsos do advogado e do juiz e ter liberdade condicional em menos de um mês. justiça corrupta, justiça inexistente. uma vergonha.

    ResponderExcluir
  3. Só 16 anos??? Ele mata duas vidas e pega so isso???
    Éeeeee a vida da gente não vale nada mesmo...
    Vou exigir ao proximo Presidente a criar pena de morte ou perpetua pra homicidas. Nem q seja a ultima coisa q eu faça na vida.

    ResponderExcluir
  4. 16 anos pela adolescente mais 16 anos pela a criança que morreu cem culpa nem uma por esse mostro ok

    ResponderExcluir