quinta-feira, 5 de julho de 2018

STF afasta ministro do Trabalho por suspeitas de fraudes na pasta

RIO e BRASÍLIA — A Polícia Federal (PF) deflagrou, nesta quinta-feira (05), uma nova fase da Operação "Registro Espúrio", que investiga uma possível organização criminosa que atua na concessão fraudulenta de registros sindicais junto ao Ministério do Trabalho. 

O ministro interino da pasta, Helton Yomura, foi afastado do cargo por determinação do Supremo Tribunal Federal (STF). Policiais cumprem 10 mandados de busca e apreensão e três mandados de prisão temporaria. O chefe de gabinete do deputado Nelson Marquezelli (PTB-SP), Jonas Antunes Lima, foi preso.

Além do assessor de Marquezelli, mandados de prisão têm como alvo Adriano José Lima Bernardo, superintendente do ministério no Rio de Janeiro, e Júlio de Souza Bernardes, chefe de gabinete de Yomura. (O Globo)

6 comentários:

  1. Alguém tem DÚVIDAS da conduta do criado de ROBERTO JEFFERSON.

    ResponderExcluir
  2. e os outros ? e o próprio stf ?? os deputados e senadores em sua totalidade?? e toldos funcionários públicos ? um monte de ladrão fingindo punir ladrão. olha o aércio neves que de novo arquivaram as denúncias.

    ResponderExcluir
  3. PORRA...ESSE BRASIL É FÓDA...É JUIZ LADRÃO...É MINISTRO LADRÃO..É PRESIDENTE LADRÃO..É DELEGADO CORRUPTO..AGORA EU PERGUNTO..CONFIAR EM QUEM/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em AÉCIO NEVES e ROBERTO JEFFERSON.

      Excluir
  4. O que falta no Brasil é o exemplo.
    Vejam quem ocupa cargo público.
    Basta ser chefe do NADA para já se arrogar o DITADO do DIREITO e do DEVER.
    Vejam os nossos CULÉGIOS. É cada DERETOR(A) IMBECIL.

    ResponderExcluir
  5. O homem é cria do ROBERTO JEFFERSON.

    ResponderExcluir