sábado, 5 de maio de 2018

Suspeitos de matar delegado encontrado carbonizado em carro na Bahia são presos em MG e SP; um morreu em confronto


Dois suspeitos de envolvimento na morte do delegado Marco Antônio Torres, que trabalhava na cidade de Barra da Estiva, no sudoeste da Bahia, e foi encontrado dentro de um carro carbonizado, foram presos em Minas Gerais e em São Paulo. Um terceiro envolvido no crime morreu em confronto com a polícia.

Um dos capturados, identificado como Guilherme Silva Fraga, de 27 anos, estava escondido em uma residência no município de Montes Claros, segundo informou ao G1, nesta sexta-feira (4), a Polícia Civil mineira. Com ele, a polícia encontrou um celular cuja linha telefônica estava cadastrada em nome do presidente da República Michel Temer.

O G1 entrou em contato com a Presidência da República, que ficou de se posicionar sobre o caso.

Um comentário:

  1. aiai..so tenho é pena...vai molerr morrer pq matou pulicia.kkk

    ResponderExcluir